Friday, September 22, 2006

O charme do cherne

     «Na altura a cidade [de Setúbal] era pobre, tristonha, hoje tem a faca e o queijo nas mãos para cativar todos os turistas do mundo. A cidade tem força e beleza, impressionantes são a largura do rio, Tróia, a fortaleza (agora uma Pousada, onde os turistas se sentam no muro antigo para tirarem fotografias) as praias próximas, o porto de pesca, formosos são os restaurantes de qualidade alta. Mas do que gosto mais do que tudo é do charme do mercado municipal. Grande, popular, lindo e exótico, os frutos e queijos frescos, os peixes de cores bonitas e principalmente o grande movimento e a algazarra têm-me influenciado muito.
     «As lojinhas, do tamanho dum cubículo, têm expostas as suas mercadorias duma maneira muito atraente e cheira bem, eu também não posso resistir a comprar na queijaria alguns queijos de cabra. A senhora, com vozeirão e queixo a dobrar, confirma a durabilidade deste produto láctico. Nas peixarias vejo os peixes deitados de lado com diferentes cores e tamanhos, um prazer para os olhos.»

Patrick, um burguês de Antuérpia que
adora a sua cidade e ama Portugal

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home