Wednesday, October 04, 2006

Desalojamentos

     Notícia do jornal "Público" sobre as demolições que estão a ser realizadas na Quinta da Parvoíce, pelo Instituto Nacional da Habitação: «Foi há cerca de três anos que um grupo de africanos começou a ocupar um edifício abandonado na Estrada da Graça, próximo do porto de Setúbal, onde nos anos 70 e 80 funcionou um jardim-de-infância. Em redor do edifício começaram a construir mais barracas e hoje, segundo um dos moradores, vivem no bairro mais de cem pessoas, entre as quais 23 crianças.»
     O terreno e imóvel estão destinados à construção, pela Câmara de Setúbal, de um centro de acolhimento temporário para sem-abrigo, mas as demolições poderão provocar o desalojamento de dezenas de pessoas. A Câmara já assinou com o contrato promessa de compra e venda com o INH, pelo valor de 50 mil €, motivo pelo qual o INH pretende libertar o edifício e terrenos adjacentes. No entanto, a existência de famílas desalojadas acabará por constituir um problema bem maior para a autarquia, pelo que não está muito evidente qual o interesse destas demolições, nesta altura, para a comunidade local.
     Uma situação semelhante já tinha ocorrido, há muitos anos, com o Convento de S. Francisco, mas o desalojamento daquele edifício e a demolição das casas clandestinas contruídas à sua volta só foram levados a cabo depois de concluído o realojamento dos moradores.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home