Friday, November 03, 2006

VFC: a tranquilidade segue dentro de momentos...

     ADENDA
     «O presidente do Vitória de Setúbal, Jorge Santana, confirmou hoje o afastamento de Nandinho e de Sandro da equipa de futebol profissional por alegada contestação aos métodos de trabalho do novo treinador António Conceição. "O Nandinho e o Sandro vão passar a treinar à parte e só voltarão a integrar a equipa quando o treinador decidir", disse Jorge Santana, adiantando que os dois jogadores foram afastados da equipa principal "por motivos disciplinares". ["Portal Futebol"]

     «O presidente do Vitória de Setúbal, Jorge Santana, confirmou hoje que foram instaurados processos disciplinares a diversos jogadores da equipa de futebol profissional por alegada falta de empenho nos treinos, mas escusou-se a revelar o nome dos visados. [...]
     Os jornais desportivos A Bola e O Jogo noticiaram hoje [2.Nov] que os futebolistas do Vitória de Setúbal tinham entrado em rota de colisão com o treinador António Conceição, que acabou com o treino de quarta- feira 20 minutos depois do início da sessão, devido a alegados problemas disciplinares.
     De acordo com os jornais desportivos, o clima de insatisfação estaria relacionado com a existência de ordenados alegadamente em atraso e com a insistência de Toni em pedir reforços já para Janeiro.
     O diário desportivo "A Bola" escrevia mesmo que o Bonfim estava a "ferro e fogo" devido aos desentendimentos entre os jogadores e o técnico que rendeu Hélio Sousa a 16 de Setembro [...]»

Notícia do "Portal Futebol"

     «Toni pediu empenho e maior dedicação. Alguns jogadores "disseram" que não. O treinador decidiu tomar medidas disciplinares para tomar o pulso ao balneário e a direcção do clube apoiou Toni na tomada de posição. A conclusão está no afastamento de jogadores "históricos" do clube.
     O presidente Jorge Santana garante que a "tranquilidade não se perde", apenas pode ausentar-se por momentos. Por estes dias não há sinais de tranquilidade. Tudo porque Toni exige dos jogadores empenho máximo e nem todos os sinais que recebe do outro lado são positivos.
     Na origem do problema estão, à partida, exigências de empenho por parte do treinador nem sempre bem entendidas por uma certa parte da equipa sadina, em que estão inseridos alguns jogadores "históricos" do clube e capitães.»

Notícia do portal "Mais Futebol"

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home